Mostrando postagens com marcador Claudia Piantini. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Claudia Piantini. Mostrar todas as postagens

terça-feira, novembro 25

Consultora tem programa para quem quer praticar o bom comportamento à mesa e em eventos de forma moderna e assertiva

Mesmo na era da internet, na qual travamos boa parte de nossos relacionamentos de forma virtual, o bom trato, a educação e o comportamento antes, durante e pós-eventos continua sendo importante - porque não dizer fundamental. “Até porque encontramos as pessoas mais raramente, quando estamos pessoalmente com elas temos o dever de tornar aquela situação memorável”, diz Claudia Piantini, especialista em imagem, estilo de vida e comportamento.

O mesmo vale para os eventos corporativos, onde vamos nos mostrar para pessoas que conhecemos da troca de e-mails e da intranet.

A consultoria de comportamento de Claudia Piantini é dividida em duas etapas. Na primeira, são passados fundamentos sobre como se comportar ao receber um convite: como responder, o que levar  (se for o caso) e o traje para cada tipo de evento. A segunda etapa é focada no anfitrião, quando é necessário entender como e quando fazer o convite, qual o prazo de antecedência ideal e como receber.

O programa também apresenta os principais conceitos do comportamento à mesa: como se dirigir ao garçon e fazer o pedido, o manuseio de pratos e talheres e a harmonização das bebidas com os pratos. “São noções que podem parecer básicas e até antigas, porém nunca serão antiquadas, pois educação, polidez e modos não saem da moda jamais”, diz Claudia.

Os atendimentos de Claudia Piantini são customizados. A consultora pode atender individualmente ou pequenos grupos. Os programas de comportamento à mesa podem incluir almoço de experiência. Os programas de Comportamento à Mesa de Claudia Piantini custam a partir de R$ 250, com almoço de harmonização incluso. O curso é um dos módulos que podem ser oferecidos com vale-presente para o Natal.
 


quinta-feira, julho 17

Boa educação deve ser aplicada aos pequenos e grandes encontros


Boa educação é uma qualidade atemporal que deve ser aplicada aos pequenos e grandes encontros


Aristóteles disse que “o homem é um ser social por natureza”. Mas para conviver com o outro é preciso sintonia entre as partes. A boa educação nunca sai de moda. Os grandes faraós egípcios já tinham regras de convivência. A etiqueta à mesa se popularizou com Luís XIV, na corte francesa. Atualmente, pequenos atos corriqueiros podem atribuir o status antes reservado à realeza.

O “bom dia”, como cumprimento, e o “obrigado” em sinal de gratidão, destacam àqueles que não dispensam as cortesias. A especialista em imagem e comportamento Claudia Piantini sinaliza essa característica como algo atemporal: “a cordialidade é uma postura que denota refinamento e entendimento. É necessário se colocar no lugar do outro e sempre permitir ter espaço para tratar o próximo com delicadeza”.

Quando o tema é receber pessoas, em casa ou em um lugar público, a consultora observa a importância de deixar confortáveis todos os dos convidados. Pequenos detalhes fazem toda a diferença. A identificação do encontro e do traje como informal ou formal, a comida a ser servida (se antecipando ao caso de uma possível alergia ao alimento servido) e horário de inicio e término do evento são alguns exemplos. “Valorizar a presença do seu convidado com carinho e receptividade. O evento é seu, e o convidado também, por isso toda a sua boa vontade em dar a este momento um toque especial deve ser feito com esmero e alegria!”, diz Claudia.

Na posição de convidado, é preciso ter bom senso com os horários de chegada e saída. Sem exagerar em demonstrações públicas de intimidade ou buscar ser o centro das atenções. A deselegância está nos excessos, segundo Claudia. “Uma atitude que demonstra boa educação é o respeito pelo evento. É importante a forma como se comporta antes, durante e depois. Pessoas educadas são pessoas que apreciam o respeito pelo outro”, completa. Dos costumes mais antigos ligados à etiqueta, o sentar-se à mesa é o que mais estamos habituados. Partilhar uma refeição em companhia é uma demonstração de carinho e valorização dos que estão por perto. Neste sentido, Claudia apresenta o workshop “A História do Comportamento a Mesa”, no dia 19 de julho, desvendando mais das tradições que constroem nossa convivência social.

Serviço
Workshop A História do Comportamento Social
No dia 19 de julho das 10h às 15h30min
Hotel Full Jazz: Rua Silveira Peixoto, 1297 - Batel
Investimento: R$300,00
Inscrições: contato@claudiapiantini.com.br; 41 3092.1447.

sexta-feira, junho 27

Claudia Piantini realiza workshop reunindo principais nomes da Consultoria de Imagem


Um aperto de mão, um sorriso, o se sentar à mesa. Cada gesto possui valores próprios que identificam uma época particular, fortificam os papeis de cada indivíduo e valorizam a figura pessoal. No dia 19 de julho, Claudia Piantini, especialista em Consultoria de Imagem, Estilo de Vida e Comportamento, se une a outros dois renomados profissionais da área, para promover um seminário àqueles que desejam se especializar na harmonização da representação pessoal e hábitos.
Claudia tem se dedicado a explorar as razões pelas quais se estabeleceram certos costumes em nossa sociedade, contextualizando historicamente suas significâncias e representações. No workshop Comportamento à Mesa e sua História, primeiro no Brasil deste segmento, Claudia Piantini convida Susi Obal e Alexandre Taleb a desvendarem as regras de etiqueta, do ponto de vista tanto do convidado como do anfitrião e os porquês de cada postura. Com duração das 10h às 15h30min e almoço incluso, o espaço escolhido para a realização é o hotel conceitual da rede Slaviero, o Full Jazz. Localizado em um dos bairros mais nobres de Curitiba, o espaço tem como tema a manifestação artístico-musical característica do século XX, que surgiu nos Estados Unidos.
O investimento é de R$300,00. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail contato@claudiapiantini.com.br; ou pelo telefone 41 3092.1447. 
Convidados: 



Susi Obal tem origem tcheca, mas chegou ao Brasil quando criança, onde estabeleceu sua vida e carreira. Se dedica ao marketing pessoal e etiqueta, tendo ministrado cursos da UFRGS, ULBRA, Universidade de Passo Fundo e Associação dos Fiscais Agropecuários do RGS. Também já deu cursos sobre Postura e comportamento para comissárias de bordo do Aeroclube RGS, além de outras áreas similares. Tendo ampla experiência internacional, já atendeu clientes do Japão, Chile, Alemanha e outros, como também representações nacionais.


Alexandre Taleb, um dos mais reconhecidos consultores de imagem do Brasil, é Personal Stylist/Shopper do Grupo Jereissati Iguatemi, tem um quadro no SBT sobre moda e comportamento masculino dentro do programa OKAY PESSOAL, de Otávio Mesquita. Partilhando de seus conhecimentos adquiridos na trajetória voltada ao quadro corporativo, Taleb tem experiência como professor no MBA Gestão de Luxo, na faculdade Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP). Foi homenageado como Homem de Sucesso pela Câmara Municipal de São Paulo em 2014.

quinta-feira, agosto 29

Transformação consciente

Antes de pintar ou passar a tesoura, vale a pena ouvir um profissional de visagismo.
O que o seu rosto diz sobre você? Já parou para pensar no que a sua imagem expressa? O seu corte de cabelo harmoniza com sua expressão visual?
Nas emissoras de tv, programas de transformação voltados para todas as classes sociais mostram “antes e depois” de personagem que poderiam ser sua vizinha, sua colega de trabalho, ou você. São mudanças de visual que incluem design de sobrancelhas, corte, tintura e maquiagem. É mesmo inspirador, dá vontade de fazer em casa, ou no salão mais perto de casa. O que os programas televisivos não mostram são as milhares de tentativas de transformação caseira que não deram certo. Mas esse tipo de história você também já deve conhecer, pode até muitas vezes já ter sentido na pele.
A tintura que não deu, o corte que não ficou como você esperava a sobrancelha da moda que fica bem na atriz famosa mas parece que pesou no seu rosto.  Para não viver essa cena, é preciso contratar os profissionais certos, começando por um visagista. A técnica de visagismo estuda não só os traços e o formato do rosto, mas as qualidades e a personalidade da pessoa. “O objetivo do trabalho de visagismo é que a imagem exterior reflita a interior. Isso quer dizer que o cliente não terá necessariamente a cor ou o corte da moda, e sim a cor e o corte que mais combinam com seus traços físicos e de personalidade. Algumas pessoas precisam de força, de impacto de imagem, outras de mais suavidade. Os resultados sempre são surpreendentes”, diz a consultora de imagemClaudia Piantini.
De 2 a 6 de setembro, a Caca Maria Consultoria de Imagem promove a Semana do Visagismo, durante esse período até 15 pessoas poderão contratar esse serviço por um preço promocional de R$150. Após esse período, o valor volta ao normal (R$250).
Informações : (41)3092-1447  
Inscrições por email caca.maria@uol.com.br
 

ncrições são feitas por email caca.maria@uol.com.br

sexta-feira, maio 24

Como usar sapatilhas no inverno

A Tutu Sapatilhas e a consultora de imagem Cláudia Piantini apresentam novas ideias para o uso de um dos calçados mais queridos e mais encontrados no guarda-roupa feminino.

Um calçado clássico e delicado como a sapatilha foi durante anos ligado à leveza de tecidos e às temperaturas mais amenas. As ballerines, que definitivamente voltaram à moda há várias estações, incentivam novas combinações para as estações frias.
A marca curitibana Tutu Ateliê de Sapatilhas não divide suas criações por coleções justamente pelo fato de elas não saírem de moda de uma estação para a outra. “As mesmas sapatilhas que as minhas clientes compram no verão, elas vão usar no inverno. Nós vemos a sapatilha como um básico para todos os dias” diz um dos sócios da marca Gustavo Krelling,
Ao contrário das nova-iorquinas, ou parisienses que saem de sobretudo, cachecol e sapatilhas, por conta da calefação nas casas, metrôs e estabelecimentos, as brasileiras precisam cobrir os pés. Mas, segundo a consultora de imagem Cláudia Piantini, as soluções para encarar o frio com sapatilhas vão muito além da meia calça fio 60.  “A sapatilha é uma boa opção para as mulheres dos mais diversos estilos que precisam se manter  elegantes e confortáveis. No inverno, existem combinações diferentes para diferentes  perfis de mulheres”, pontua.

Para a criativa, Cláudia sugere a combinação de meias. Meia-calça fina com meia 7/8 mais grossa por cima; meias ¾, meia-calça colorida ou ainda polainas.

A mulher romântica terá a sapatilha como tempero para os dias de frio em que o sol aparece tímido. Uma solução para os dias frios são as meias-calças decoradas e a combinação meia-calça fina + meia-calça soquete.



As esportivas, que têm sempre aquele ar de “de bem com a vida”, não vão abrir mão desse acessório indispensável para seu conforto total. Além da combinação calça+meia fina, as palmilhas de lã garantem pés quentinhos.



Contemporânea e Urbana é a mulher que quer ir e vir na moda, conforme a fase da sua vida. Comprometida com o mundo fashion, ela indica o que é moderno. Como sabe ousar a seu favor, tem nas sapatilhas tanto um acessório básico coringa como um ponto focal do look.


Clássica é a mulher que usa e abusa da sua elegância. Ela não passa o inverno sem colocar os pés em uma sapatilha preta, branca ou bicolor. Esse acessório é elementar para seu estilo.


As mulheres sensuais têm nas sapatilhas uma boa aliada para combinações mais marcantes. O trio calça justa+camisa solta+casaco ou colete de pele fake é sempre uma boa opção para o uso das sapatilhas no inverno.

quarta-feira, maio 15

Worshop Inesquecível Casamento

O Inesquecível Casamento ocorre nos dias 18 e 19 de maio e tem como objetivo promover um encontro entre consumidores e fornecedores, oferecendo todos os ítens necessários para organizar uma festa.
Maria Ignez Simões,estará presente com sua linha para festas,enfeites de cabelo e brincos para noivas,debutantes,formandas e festas em geral.
Para uma visita após o workhop, o endereço é Rua Gutemberg,585 - Batel
Claudia Piantini ministra workshop sobre consultoria de imagem.
Cerca de 50 pessoas devem participar de palestra que acontece no final de semana. 
Os preparativos de um casamento costumam incluir muitas provas de vestido, degustações de buffet, reuniões com floristas, visitas a locações e muitas emoções – incluindo ansiedade, medo e insegurança. Devo casar de branco? Véu curto ou longo? Tiara de flores ou head band? Preciso usar um penteado elaborado ou posso casar de cabelos soltos? Posso opinar no vestido da madrinha? Essas e outras perguntas para as quais é difícil achar uma resposta sem conhecer o contexto do casamento, serão abordadas pela consultora de imagem Cláudia Piantini em WorkShop  que será realizado dia 19 de maio, às 15h30, no lounge A10 do evento Inesquecível Casamento.
Entre todos os serviços contratados para a realização de um casamento, a consultoria de imagem é o primeiro a ser realizado.  “Antes de tudo, precisamos ver se a noiva sabe a consistência da imagem dela. Quem ela é no cotidiano e quem ela quer ser no dia da festa. Às vezes a noiva é bem arrojada, tem um estilo moderno, mas acaba abrindo mão da própria personalidade ao optar por uma festa tradicional e um vestido clássico. Isso, além de destoar da imagem dela causando uma estranheza aos convidados, vai deixá-la desconfortável”, lembra Cláudia. 

O lounge da Caca Maria – consultoria pela qual Cláudia é responsável – terá dois modelos de vestidos de noiva, um clássico e um contemporâneo, em um manequim que permite as futuras noivas se enxergarem nessas peças. Os interessados poderão ser inscrever para o workshop até às 15h30, do dia 19. 

O conteúdo da palestra será dividido em temas.
Cores e análise cromática 
As cores do vestido da noiva, da decoração, do bouquet, do traje do noivo e da madrinha precisam estar em harmonia. Primeiro com a análise cromática é possível identificar as cores que combinam com a pele e com a personalidade de quem as veste. Na análise três resultados são possíveis: quente, fria ou neutral. “Digamos que a noiva seja de uma cor fria e opte por vestido e decoração em tons pastéis e um bouquet rosa chock, o bouquet vai aparecer mais que ela”, exemplifica.  
Moda Festa para Homens
A febre dos homens de branco já passou. No workshop Cláudia dará dicas de trajes para o dia e noite. Ternos, costumes, fraque, smoking ou traje mais informal? Gravata borboleta, slim ou tradicional? Nó simples ou duplo? Lenço ou flor na lapela?
Tendências mundiais
O vestido branco não sai de moda e está cada vez mais em alta. A festa personalizadas para poucos convidados é também uma grande tendência. Chá de panela, chá de bar ou chá de lingerie? O tradicional atraso da noiva ainda é aceitável?
A Quality Spa para os Pés também participa do workshop Inesquecível Casamento

Depois de horas dançando em uma festa, muitos convidados abrem mão do salto alto e apostam em calçados mais confortáveis para descansar os pés, mas o Grupo Quality oferece uma proposta diferenciada para que você possa aproveitar a festa e ainda relaxar. O Quality Spa para os Pés é um dos serviços que o grupo oferece para casamentos, eventos corporativos, aniversários. A massagem nos pés é um mimo que pode ser oferecido aos convidados, em um lounge zen, com velas aromáticas na cor da decoração da festa. Neste sábado e domingo (18 e 19), o Grupo Quality participa do Workshop Inesquecível Casamento, com demonstração do serviço e ainda sorteio de um kit SPA relaxante.