sexta-feira, março 27

CORES E FORMAS PARA AMBIENTES INFANTIS


As arquitetas Flávia Bonet e Roberta Bonet criaram o espaço ideal
para auxiliar no desenvolvimento de crianças de várias idades

Os condomínios modernos voltados para um perfil familiar de moradores não abrem mão de um espaço especial para as crianças. A brinquedoteca precisa ser um ambiente envolvente, confortável e seguro, para que a experiência seja a melhor possível nesta fase de tantas descobertas e que demanda cuidados especiais.

Para um empreendimento residencial de Curitiba, as arquitetas Flávia Bonet e Roberta Bonet criaram um projeto lúdico e super funcional, em uma área de 60 metros quadrados. A brinquedoteca é para meninos e meninas de variadas faixas de idade. “A área da tevê e do sofá-cama foi pensada para os bebês. Enquanto os maiores podem interagir com o quadro negro embutido na parede, jogo de amarelinhas e outras brincadeiras”, explicam as profissionais.

O local atende confortavelmente 15 crianças sentadas. “Mas, dependendo da concentração em espaços específicos, como amarelinha e colchonete, cabe ainda mais.”
CORES E FORMAS
Flávia e Roberta abusaram das cores, afinal, identificação maior não há dentro deste universo. Elas estão no mobiliário, nos brinquedos, nas almofadas e detalhes de decoração, em contraste com os pisos e paredes brancos. “Os tons vibrantes chamam muito a atenção dos pequenos, principalmente o vermelho, para as crianças de 0 a 10 anos, que estão na idade da espontaneidade e efervescência; e o laranja, para os demais, que estão na fase da aventura e da imaginação.”

No teto, as arquitetas fizeram uma brincadeira com as formas, para criar um ambiente bem infantil. “Os desenhos simples, como os círculos, são muito envolventes visualmente nesta etapa inicial da vida”, comentam. As profissionais optaram por uma iluminação indireta, que atrai as atenções e deixa o ambiente mais aconchegante.




Nenhum comentário: