terça-feira, fevereiro 25

Inverno da Carmen Steffens passeia entre o grunge e a aristocracia.



Com o jogo de opostos dando a cara da moda contemporânea, o inverno 2014 Carmen Steffens  (Pátio Batel, ParkShoppingBarigui e Mueller)  faz um longo trajeto entre o grunge e a aristocracia. De olho nas tendências globalizadas, a Carmen Steffens propõe um passeio personalizado pelas tendências através de seu DNA. Luxuosa mas com os saltos bem posicionados no cenário urbano, a marca chega à estação focando no aconchego reposicionado pelo design inovador e por detalhes preciosos.

Agregando elementos de várias propostas, o matelassê surge renovado por desenhos e volumes contemporâneos; o metalizado ganha fôlego em acabamentos impecáveis, cujo ápice são as criações exclusivas deste inverno CS. Onça, leopardo e uma fauna exótica dão pinta nas estampas, enquanto pedrarias e cristais definem o luxo urbano. Novas construções, recortes, sobreposições de camadas e vazados  com tela completam o mix & meld da temporada.

Em vez de ir do lixo ao luxo, como propostas extremas podem sugerir, a coleção descarta a versão literal do primeiro e foca nas várias faces da sofisticação. Retrô sem naftalina, a coleção remete à Idade Média, com seus romances de contos de fada protagonizados por cavaleiros e princesas. Da rigidez da armadura e da delicadeza do visual feminino saem mosaicos de metais em tons de chumbo, prata e bronze.

Fazendo ponte com referências vindas das vestes monárquicas, tons metalizados saltam em arabescos e pedrarias nas cores buquê, acquatic e floresta. O suporte cromático, com ênfase no vermelho e no dourado, vem do pantone do alto clero. Metais com logos CS  arrematam bolsas em formato box, escarpins altíssimos e confortáveis saltos grossos.

O diálogo refinado continua com estampas exóticas sobre couro. Cobra, crocodilo, jacaré, lagarto e iguana caminham no ritmo da elegância, alforriadas pela tecnologia de ponta. Ricos por si só, os prints dispensam shapes elaborados e têm como aliado o minimal chic. Versátil, a proposta estica o expediente e vai do escritório à festa.

Mais urbano e jovial, o inverno Carmem Steffens pinça da imagem dos punks, bikers e grunges formatos para as botas tem-que-ter da temporada, direcionadas a mulheres com psiquês diferentes. Cor-chave, o preto vem decorado com metais como correntes e pirâmides em dourado e platino. Para serem usadas em conjuntinho ou não, it bolsas utilitárias são perfeitas para deixar o dia a dia urbano mais descolado.
Romântica e moderninha, a linha CSteen flerta com as tendências, trazendo metalizado, matelassê e outras bossas para os acessórios das garotas.
Mais contidas, as propostas aparecem no masculino da Raphael Steffens acentuando a cultura street de sneakers, botas levemente destroyed e social que dá direito a upgrade para o jeans.




Com passos seguros, a Carmem Steffens elimina a dúvida e mostra o melhor caminho para brilhar no inverno 2014.

Nenhum comentário: